segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Sobre o Gravacine...

Só para registrar, fui ao Gravacine no sábado. Assisti aos 6 curtas da tarde dos quais destaco Caiu na rede é gente- um documentário sobre surfistas que perderam a vida devido a atividade de pescadores -, do diretor gaúcho, Daniel Athanasio; A incrível história de Coti: Rambo do São Jorge - um documentário sobre um admirador dos filmes do Rambo, que mobilizou o bairro onde mora para realizar filmes caseiros em que interpreta o famoso pernonagem do cinema. Uma obra! Vale à pena procurar no You Tube -, do diretor Amazonense, Anderson Mendes; e Vida Maria - uma belíssima animação, que retrata a vida das mulheres do sertão -, do diretor Marcio Ramos, do Ceará.
Para encerrar a noite, foi exibido o longa gaúcho 3 Efes, de Carlos Gerbase. Este último também vale à pena conferir. Trata-se de uma comédia dramática que aborda dificuldades afetivas e econômicas de personagens com problemas comuns a todas as pessoas: garantir um emprego, um relacionamento, enfim, necessidades básicas do ser humano. É uma pena que este tipo de evento seja pouco prestigiado pelos gravataienses, que ocupavam em pequeno número (acredito que não mais do 150 pessoas) o Teatro do SESC Gravataí, no sábado. Acaba sendo como uma bola de neve: reclama-se que o município promove poucos eventos culturais, mas quando promove poucas pessoas comparecem. É um problema cultural.

5 comentários:

† Klaus disse...

Boa! Boa! Muito boa! É isso mesmo, nunca tem, aí quando tem não vão. Mas eu continuaria insistindo, e não seria uma vez por ano, e sim uma vez por mês. Só assim pra ir acostumando as pessoas com a bendita cultura.

Outra, eu até falei pro Intruso essa, eu nunca teria ido a um evento como esse se não fosse tu me "dizer", acabei gostando bastante!

Beijos!

Am.P. disse...

Eu quero um Gravacine em Esteiooo!!! Hehe!!! Muito bom, né?

Beijos!!!

alessts disse...

Éh "Gravataí Life Style". É o lugarzinho onde não tem cinema, onde até pouco tempo só tinha um cine teatro e beeem pobrinho,lugar onde ter o ensino médio completo já está de bom tamanho, onde a diversão do final de semana é ir até o centro com seus carros ultra mega turbinados ao som de algo beeemm tosco, mas que atraia as fêmeas. Ah e onde não tem nem uma escada rolante, graças ao carrefour agora saiu uma "rampa rolante", razão de diversão da garotada, que toda vez que vou lá vejo um subindo em sentindo contrário. Gravataí sem dúvidas já foi pior, mas acho que se ñ abrir a cabeça da gurizada nova que vem por aí, não vai mudar é nunca!

alessts disse...

Pronto, desabafei! E até esqueci de deixar um Beijo!
Beijo! (uahua).

Lisi disse...

Faço minhas as tuas palavras sobre Gravataí.

Beijão!