sexta-feira, 3 de julho de 2009

Filmes para o fim de semana - Selton Mello²

A Mulher Invisível

Que homem não sonha em ter a seu lado uma mulher linda, sensual, atenciosa, inteligente, carinhosa, apaixonada e que goste de futebol? Pois para Pedro (Selton Mello) esse sonho se realizou. Depois de ser deixado por sua esposa, após três meses de profunda depressão, ele encontra a mulher de seus sonhos. O problema é que ela só existe mesmo em seus "sonhos".

Há tempos eu não assistia a uma comédia realmente engraçada. Há mais tempo ainda, eu não assistia uma comédia brasileira realmente engraçada. A Mulher Invisível, do diretor Cláudio Torres, pode ser considerado uma comédia romântica, mas fugindo à regra desse gênero no Brasil, não soa como novela das oito tentado ser engraçadinha. Traz um humor leve e simples, do qual Selton Mello sabe trabalhar muito bem. E arrisco dizer que, talvez, se o filme não tivesse ele neste papel, não seria tão engraçado.

Luana Piovani também está muito bem como Amanda, a mulher invisível. Além dela, merecem destaque Vladimir Brichta, que mostra que sabe fazer bem mais do que novela das sete e Faça Sua História, e Maria Manoella, ainda pouco conhecida na TV, tendo feito uma participação na mini-série JK, atua mais no teato e cinema.

Outro ponto a se comentar é a trilha, composta por, entre outras coisas, Janis Joplin e Ramones, que acompanha o tom de leveza e diversão do filme e mostra que trilha de filme brasileiro não precisa ser exclusivamente de música brasileira.

Confere aí trailer do filme e corre para o cinema!





Jean Charles

Dirigido por Henrique Goldman e interpretado (novamente) por Selton Mello, o filme conta a história real do eletricista brasileiro, Jean Charles de Menezes, de 27 anos, que foi morto no metrô de Londres, um dia após um atentado à bomba fracassado na cidade.

Jean Charles, além de retratar a injustiça feita com um imigrante brasileiro, provocada por negligência dos policiais, o filme mostra a realidade dos brasileiros que tentam ganhar a vida fora do seu país de origem. Levados pela ideia de adquirirem melhores condições de vida, brasileiros enfrentam a ilegalidade, dificuldades como idioma, com a adaptação, com emprego, com a saudade da família.

Apesar do filme girar em torno da história do personagem Jean Charles, ganha destaque a visão de Vivian (Vanessa Giácomo), prima de Jean, sobre tudo o que acontece. Influenciada pelo primo, ela também vai tentar a vida em Londres. Depois de grande dificuldade de adaptação, Vivian passa por um grande amadurecimento.

É através da personagem Vivian que o filme nos leva a pensar, também, nas mudanças em nossa mentalidade e nos benefícios que optar pela vida no exterior pode ocasionar. Depois de conhecer um país de primeiro mundo, experimentar uma realidade melhor, será que vale a pena voltar e seguir levando uma vida pacata, rodeada de pessoas com ideias fúteis e limitadas para suas vidas?

Confira o trailer e aproveite a dobradinha de Selton Mello no cinema!

4 comentários:

Am.P. disse...

Mas ah! Mtos filmes!!! Hehe!!!
Bjs!!!

Gabriel Marquez Gonçalves disse...

She's a sensation, she's a sensatioooooooooooooooon, she look's so sweet...
esse filme é muuuito massa mesmo.

Gabriel Marquez Gonçalves disse...

O da Mulher Invisel, eu digo.

† Klaus † disse...

Os dois filmes são muito legais mesmo.
Mas o da Mulher "Invisel" (que nem disse o Intruso) é muito tri.
HUuhsuhaauuasusauh, é muito engraçado!