quarta-feira, 1 de agosto de 2007

A Van da Alegria: O que era depressão vira uma terapia


Pois então, as férias chegaram ao fim. Um mês de férias de inverno pode parecer bastante, mas passa voando. Na verdade quando se trata de férias, não importa quanto tempo se teve, sempre têm-se a impressão de que não foi suficiente.
Se bem, que quase bateu uma saudade da aula. Porém, logo passou quando lembrei das aulas de TV que me aguardam. Mas não iniciemos o 4º semestre com pessimiso. Lembremos dos lados positivos.
Um dos motivos que me alegra para a volta das aulas, além das longas e filosóficas conversas na praça, é retornar à van. Na verdade, é um micro-ônibus. Não sei por que eu insisto em chamar de van! Bom, isso não importa. O que importa é que o pessoal da van é único.
O que aprontamos naquela van, é de se duvidar. Não é pra menos, quase duas horas de viagem nada confortável, saindo do IPA com escalas na pseudo-cidade de Cachoeirinha até Gravataí, nos obriga fazer algo para descontrair.
A largada da van da bagunça (como ficou conhecida pelo pessoal de outras vans) foi dada no dia em que o Cidi (o motorista) resolveu escancarar o som com umas músicas dance, diga-se de passagem, que só ele estava a fim de ouvir. De repente, o Klaus, que até o momento não tinha dado demostrações de seus dotes coreográficos, resolveu dar um showzinho particular para as gurias, que são maioria na van. Estava feito o estrago.
Depois deste episódio, se seguiu uma série de noites de cantoria, homenageando clássicos populares como Pimpolho, A Barata da Vizinha, Segura o Tchan e o clássico dos clássicos, O Eclipse do Amor. Para acompanhar nosso repertório tão vasto e eclético, surgiu a nossa dancinha coringa, capaz de se enquadrar em qualquer estilo musical.
Mas tanta cantoria, conversas e risadas não agradaram a todos. Alguns ficaram incomodados com nosso divertimento. Mas como dizem, os incomodados que se retirem. A Juce ficou tão estressada, que se retirou de vez da van. Porém, antes contribuiu muito para nossa organização (ou seria desorganização?) ao eleger a Aline com nossa líder, que claro, fez questão de honrar o cargo.
Nossas bagunças não ficaram só na cantoria. Realizamos alguns campeonatos de quaquarela, desenvolvemos a corrente do pirulito e, pasmen, fizemos até uma festa junina.
Algumas histórias, que ninguém sabe explicar como surgiram, deram origem a fatos e frases inesquecíveis. Seguem algumas pérolas:
  • o poderoso pé da Amanda (que ficou famoso por arrancar gemidos muito suspeitos do Intruso);
  • "mais um membro perdido";
  • o amigo imaginário da Jamille;
  • a Adriana Surfistinha;
  • Top-top, Toptozismo, Toptozista;
  • o Little Black;
  • "Cideee, Cideee... liga a TV, liga a TV, a TVêêê!!!!"

E por aí vai!

É por isso que eu sempre digo, o que era para ser uma depressão (uma viagem de quase 2 horas), vira uma terapia!

Agora é esperar e ver o que virá no 2007/2. Segundo alguns prevêem, o próximo semestre promete!




19 comentários:

Gabriel Marquez disse...

o "cidêê, cidêê, liga a tevê, liga a tevê" fui eu q inventei.
e eu amo essa van

Gabriel Marquez disse...

e o Adriana Surfistinha também, mas esse foi um momento de pura infelicidade minha. Digno de ser esqueido.

Gabriel Marquez disse...

e ao contrário do q alguns previam, o segundo semestre tah deixaaaando a desejar em alguns aspetos.

Gabriel Marquez disse...

e meus pesames pelo q aconteceu com teu texto :/

Amanda Mello disse...

É realmente meu pé é muito poderoso!!

huahauhau

Ah faltou o/a zé gotinha... huahua

Bjo e parabés de novo!!

Lisi disse...

Pois é, apesar das previsões, alguns se esforçam, fazem o possível para que as coisas não saiam conforme o previsto.
Mas pelo contrário, este semestre está saindo melhor do que eu esperava!

Amanda disse...

É a Lisi ta certa...

hehehehehe

Gabriel Marquez disse...

Ah também acho q a Lisi tá certa, o semestre tá bem jóia,a melhor do que eu esperava também. Mas sempre dá pra melhorar né zentseam ^^

Amanda disse...

poiseh não é!

Lisi disse...

Esse papo não vai ter mais fim??

Maicon Scheffer disse...

Não, esse papo não vai ter fim não.
Porque agora eu cheguei.É isso ai, to de volta, e diga-se de passagem que fui eu quem troce a lisi pra essa van que da tantas alegrias pra ela...E DEIXO AQUI MEU PROTESTO... Pois vejam bem eu mostro a ela a maior felicidade da facul e ela nem pra me citar num textinho de blog!!!!!LAMENTAVEL LISI....

Maicon Scheffer disse...

Totalmente lamentavel......

Lisi disse...

Querido Maicon

Não te citei, porque este texto foi inteiramente dedicado aos acontecimentos do semestre passado e tu retornaste somente no 2007/2.

Isto porque, se fosse contar desde os semestres anteriores, seria praticamente uma história sem fim!

Perceba que também não citei o vício do truco, a destreza da Carol para equilibrar a cuia de chimarrão e as assustadoras histórias da Adriana, fatos marcantes, mas originados em outos semestres.

Ah, e não desmereça o She Blogs dizendo "textinho de blog", como se ele fosse um blog qualquer, porque ele é Top!

Mas prometo que no próximo texto dedicado a van te citarei.

amanda disse...

É... a Lisi continua certa!

Maicon disse...

na verdade que ta certa mesmo é a amanda....

Maicon disse...

ahh, e lise....tu não me convenceu....

Lisi disse...

Então vai tomar nesse teu cú (com vozinha!)

camila disse...

Bah! "A barata da vizinha"! Nem me lembrava mais disso!

Lisi disse...

Pois é, nós conseguimos desenterrar cada uma...