quarta-feira, 25 de julho de 2007

Uma Banda Querida!


Os boatos mais recentes à cerca de shows internacionais no Brasil, ainda para este ano, dão conta de possíveis apresentações do The Cure. De acordo com o boca a boca, a banda voltaria a tocar em palcos brasileiros em novembro, incluindo show em Porto Alegre.
Ao que tudo indica, não passam de boatos. O que é uma pena, pois um showzinho do The Cure vem bem à calhar. mataria a saudade dos nostálgicos de plantão, que acompanham a banda desde seu nício na década de 80, além de fazer a alegria dos fãs mais recentes, que ainda não tiveram oportunidade de conferir o maquiado Robert Smith e sua trupe ao vivo.


Com 31 anos de existência, o Cure é uma das poucas bandas de uma safra oitentista que, atravessando gerações, sobrevive até hoje. Com tanto tempo de estrada, inevitavelmente, a banda passou por várias fases, idas e vindas.
Consagrou-se com as características básicas que predominaram parte da música feita em 1980: obscuridade, letras depressivas e visual soturno. Aspectos que deram origem ao estilo dark.


Após três discos carregados de melancolia, Mr. Smith cansou da escuridão e resolveu alegrar um pouco a história. Tal decisão originou canções como Friday I'm in Love e In Between Days.
Mas o The Cure encontrou o ponto certo mesmo, quando mesclou sua época dark com a fase mais alegrinha. Resultado: chegou no que se pode chamar de "depressão otimista". Pois uniu letras depressivas à doces e alegres melodias. Aliás, o mais encantador na música do The Cure, são as melodias, que por vezes ganham um tom quase infantil, tal a sutileza dos acordes. Este aspecto faz com que a tristeza expressada nas letras, quase passe desapercebida.


São essas e outras, que fazem com que o The Cure seja uma das bandas mais queridas entre as surgidas nos extintos anos 80. Tá aí uma boa definição para o The Cure: uma banda querida!
Aí vai a tradução da minha preferida, Just Like Heaven (Parecida Com O Céu).
"Me mostre como você faz esta mágica
Aquela que me faz gritar" ela disse
A única que me faz sorrir" ela disse
E atirou braços em volta de meu pescoço
Me mostre como você faz e eu prometo a você
Eu prometo que fugirei com você"
Eu fugirei com você"
Girando no desmaio
Eu beijei seu rosto e beijei sua cabeça
E sonhei com caminhos diferentes que passei
Para fazer você brilhar
"Por que você está tão longe?" ela disse
"Por que você nunca sabe que estou
Apaixonado por você?
Que estou apaixonado por você?
Você
Suave e única
Você
Perdida e sozinha
Você
Estranha como anjos
Dançando nos oceanos mais profundos
Torcendo na água
Você é apenas um sonho...
Na luz do dia fiquei em forma
Eu devo ter adormecido por dias
E movi meus lábios para respirar seu nome
Eu abri meus olhos
E me encontrei sozinho
Sozinho
Sozinho a atormentar o mar
Que roubou a única menina que amei
E afogou seu interior dentro de mim
Suave e única
Você
Perdida e sozinha
Você
Parecida com o céu

3 comentários:

Val disse...

A Lisi e eu vamos dançar tango no centro de POA até arrecadar o $$ necessário pra ir neste show!!!

Pra quem quiser conferir nossa dança repleta de sensualidade, pergunte pra dona do blog!!!

^^

Lisi disse...

Ah sim!! E a dança terá direito à performance do Fogo Caliente, né meu Latino!!?

Val disse...

mas claro!!!

Estou sempre disposto a um Fogo Caliente!!!