sexta-feira, 17 de outubro de 2008

A realização de uma monografia


Esta é uma imagem de um acontecimento real, que retrata parte do processo de realização de uma monografia: mergulho em livros, trabalho árduo e namorado, às vezes, em segundo plano.

Mesmo tendo adotado e adaptado, nesse último semestre, uma frase dita certa vez pela Amandinha (mas utilizada em um outro contexto), que "não tenho vida, só uma monografia e um namorado", em vários momentos este último acaba ficando em segundo plano, em favor da monografia. Quando entramos na faculdade ninguém conta exatamente o que é uma monografia, deixam estas informações para as letras miúdas no final do contrato. Tudo bem, é um trabalho que se faz necessário para diferenciar um curso de graduação dos demais; é uma das partes do processo que vai garantir nossa formação. Mas certamente é o trecho mais complicado e trabalhoso do caminho que leva, finalmente, ao diploma. Não quero desestimular quem está no meio deste caminho ou pretende ainda percorrê-lo. Apenas deixar registrada a impressão de quem está sentindo esta etapa na pele. Feito o registro, preciso voltar a monografar.

6 comentários:

clauss disse...

eu que o diga.
e q segundo plano hein!
HUuhashuashu
depois da monografia vem o Chicago, Feist, Mallu, blogs, textos, Fabricius Carpinejares, etc.
HUhuashuashu

Beijo, Fedorentinha!

thiagoks disse...

só de ouvir falar em monografia já fico cansado e com preguiça, hahahaha!!

e ainda nem sei sobre o que vou fazer a minha [as idéias que eu tinha até agora caíram por terra...]!

vou tentar entregar a minha por telepatia para a banca de professores, hahaha!

Marluci Stein disse...

Bom, parei de monografar para dar uma passadinha aqui e dizer q adorei a frase ali ao lado hahaha

Buenas... tah chegando a hora neh. A mono acabando e o semestre tbm...
Boa Sorte aí Lisi.

Ah e para o namorado: depois da mono, a Lisi será somente tua haha

Beijo

Am.P. disse...

Eis a pergunta que talvez todos os colegas de mono façam a si mesmos: "existirá vida após a monografia?". Hehehe! Existe sim! Nossos colegas que já passaram na cadeira confirmaram que existe! O lado positivo: terminada a mono, qualquer coisa ficará do tamanho de um pontinho. Que saudade dos trabalhos que duravam apenas uma tarde e que a gente achava grande! Hehe! Bom, depois desse comentário monográfico (quase do tamanho de um capítulo), vou ao EAD de Espanhol que, mesmo após a monografia, vai continuar sendo chato! Hehehe!!! Beijos!

Felipe Leduino disse...

Uma pergunta cruel para ser debatida e questionada
(com voz de locutor de rádio...tipo o prof° Ruy):
"Irá o pobre Santa deixar de lado a sua ilustríssima para fazer a sua monografia????
E se o fizer, a atitude será considerada um troco ou apenas uma falta de tempo a dedicar à sua...sua...Fedorentinha????"

voltaremos!

Mateus Ferraz disse...

muito legal que estejas terminando o curso. parece que foi ontem que começaste o curso. agora, quase uma jornaleira formada, tens que ver o tececê como a última prova da dificuldade que foi chegar até aí. para algumas pessoas, a formatura é mais que um diploma: é um exemplo de perseverança.

qual é o tema do teu tececê?

abraço!